A importância da Shantala para auxiliar no desenvolvimento saudável do bebê

Frederick Leboyer, médico obstetra francês que trouxe a técnica da massagem para o ocidente em 1970, conta que em Calcutá a mais abandonada de todas as cidades da Índia, numa bela manhã de sol, encontrou Shantala, sentada no chão, massageando seu bebê. A massagem parecia um ritual, lento e harmônico e com toque firme.  O nome Shantala, é em homenagem a mãe que estava massageando seu filho. O médico pediu permissão para fotografar os passos da massagem e publicou em seu livro.

O ideal é realizar diariamente, após o primeiro mês de vida, antes do banho, a massagem no bebê com óleo vegetal aquecido, o tempo da massagem varia em torno de 20 a 30 minutos. É muito importante que o ambiente esteja aquecido, tranquilo e que a mãe tenha tempo para curtir esse momento com o bebê sem cuidar o relógio. O olho no olho e a interação entre os dois são fundamentais para o bebê. A técnica da massagem tem como princípio a circulação energética, o carinho, tato e o brincar. Auxilia a Prevenir cólicas e agitação do bebê além de serem ideais para transmitir segurança e confiança, sentimentos que serão guardados nas suas lembranças e irá influenciar suas relações com o mundo. Quem recebe amor, aprende a retribuir com amor, se tornando adultos equilibrados e tranquilos. A massagem de origem indiana e milenar é a comemoração da vida e do amor, é uma forma de a mãe transmitir ao seu filho a segurança do ventre e nutrir este ser para desenvolver-se saudavelmente seu corpo físico, mental e emocional. O toque na pele é a primeira comunicação com o mundo. As mães na Índia acreditam que para o bebê, ser acariciado, massageado, amado, é tão importante quanto ser amamentado. Esse aprendizado é passado de mãe para filha.

Benefícios da Shantala para o bebê:

– Fortalece o sistema imunológico;

– Alivia tensões e ansiedade;

– Desenvolvimento motor e emocional;

– Reforço do vínculo e da segurança;

– Ajuda no crescimento de relações saudáveis;

-Promove sono tranquilo e alívio das cólicas;

– Aumenta a percepção corporal, relaxamento e prazer.

Benefícios para quem aplica a Shantala:

– Estabelece vínculo;

– Desenvolvimento de habilidades para tocar no bebê;

– Promove conhecimento do corpo do bebê;

– Aprende comunicação de sentimentos pelo toque;

– Atua favoravelmente no combate às cólicas do bebê;

– Entra no clima da massagem e diminui seu estresse.

Referencial Bibliográfico:

Leboyer, Frederick. Shantala massagem para bebês: Arte tradicional. Tradução de Luiz Roberto Benati e Maria Silva Cintra Martins. São Paulo: Ground, 1995.

Veríssimo, Manuela; Bárcia, Sônia. A importância da massagem do bebé para as atitudes face à maternidade. Rev. Psicologia, Saúde & Doenças v.11 n.2 Lisboa: 2010. Disponível em: <http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-00862010000200008> Acessado em 10 de setembro de 2017.

My cat is the coolest! (1)